[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página343/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   339   340   341   342   343   344   345   346   ...   354
Conselhos não!

Se conselhos fossem bons, ninguém os dava, mas vendia-os”! Está é a máxima entre os jovens consumistas desvairados ou não. Jovens, geralmente, não gostam de ficar ouvindo conselhos e preferem “quebrar a cara” sozinhos a ter que ficar ouvindo conselhos dos pais e outros. Eu também fui jovem e nos meus felizes anos verdes eu também fui ingênuo, imbecil, medíocre a ponto de me rebelar contra alguns conselhos mesmo tendo o fracasso como resposta. Eu dei murro em pontas de faca por não ouvir os sábios conselhos dos mais experientes e vividos. Azar o meu. É fato que me serviram pra alguma coisa, mas se eu pudesse viver a minha juventude novamente, eu seria mais ouvido e menos língua.

Os jovens de hoje em dia não se diferem dos jovens do meu tempo; dinheiro e ambição é que movem a juventude. Eles adoram “ganhar” dinheiro dos pais para esbanjar “poder” e encantar as jovens meninas mulheres. Eu tenho exemplos na família de jovens que nem tiveram trabalho ainda e que já estão figurando nas listas do SERASA e SPC; menos nas dos vestibulares mais concorridos do país. Os jovens de hoje são gastadores compulsivos e necessitam tanto do “ter” em detrimento do “ser”.

Eu não tive a mesma “sorte” do meu filho; eu nunca estive na seleção dos inadimplentes. Eu nunca fiquei devendo aos Bancos Itaú e Bradesco ao mesmo tempo e nem quaisquer outros; eu fui idiota por não ter gastado à vontade com cartões de crédito, pois depois eles negociam a dívida por um preço bem inferior ao que se deve. É por isso que eu não faço uso de cartão de crédito, pois um colega meu que entende de transações bancárias me deu detalhes “confidenciais” de como é uma “roubalheira” o envolvimento de um simples cliente com uma rede bancária. O mais ingênuo e menor investidor paga muito com o pouco que tem. E ele me disse que as pessoas que têm cartão de crédito e que honram seus compromissos acabam pagando pelos inadimplentes. Por isso, torna-se vantajoso ao caloteiro não pagar as contas em dia. Isso até com o IPTU é verdade. Eu sempre pago em dia, mas o caloteiro tem desconto ao pagar atrasado no ano seguinte.

Eu sempre vivi com muito pouco e me lembro de quando eu ganhei meu primeiro par de “conga”; calçado de pano azul com o bico de borracha branca. Alegria maior foi quando eu tinha meus próprios recursos para comprar, não a tão sonhada bicicleta que nunca tive, mas o meu “Kichute”. Não demorou a vir o meu tênis “Rainha” para jogar futebol de salão. E agora tenho Nike, Adidas e Mizuno; fiquei chique! Todavia, eu me recuso a dar conselhos aos jovens, pois eles gostam mesmo é de dinheiro. Então, que trabalhem; folgados!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   339   340   341   342   343   344   345   346   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal