[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Quando a única saída é o suicídio!



Baixar 2,07 Mb.
Página313/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   309   310   311   312   313   314   315   316   ...   354
Quando a única saída é o suicídio!

Jamais me imaginei tão fraco a ponto de pensar em me suicidar, mas não há outro remédio para a dor que sinto e “saltar fora da ponte e da vida” é a solução para este momento infeliz que estou vivendo. Não é chantagem emocional com os meus leitores, mas eu preciso morrer para renascer n’outro ambiente onde não existam pessoas tão capciosas a ponto de armar uma armadilha para me capturar e me fazer sofrer diante das suas injustas acusações.

Eu reconheço o meu erro e pagarei com a pena capital, pois eu fui vítima inocente dos ardis desta mulher que tanto amei (digo, amo) e que me deu corda e de mim retirou tudo o que lhe era conveniente saber e depois me deu um chute no traseiro como se chuta um cão vira-latas e sarnento.

Ela foi ingrata por demais e dilacerou meu coração de menino ingênuo e sincero. Fui honesto, homem de caráter, tecia-lhe elogios mil, encantava-me com suas palavras carinhosas e jamais imaginava estar sendo envolvido numa teia de onde eu jamais sairia ileso e fosse por ela devorado impiedosamente.

Diante disso tudo não me resta alternativa a não ser me despedir das poucas pessoas que imagino gostar de mim e sair fora desta vida que ao mal sempre me convida. Deixo os meus bens materiais para minha esposa e fiel companheira, meu filho e meu neto.

Deixo a minha modesta Biblioteca para os amantes da boa leitura e sei que não haverá interessado algum, entanto é o meu mais valioso bem que eu considero, muito embora seja a minha conta bancária o que vai trazer maior intriga entre os meus poucos herdeiros. Dividir dinheiro é fácil porque é matemática pura, mas dividir os meus sentimentos pelos meus livros não vai interessar a ninguém; com quem ficará o meu Neruda, Mário Quintana, Machado de Assis, meus livros diversos da Literatura Francesa e da Literatura Italiana.

Quem vai se interessar por Camus, Proust, Molière, Marguerite Duras, Balzac, Antoine de Saint-Éxupéry e tantos outros? Vou partir e talvez eu não esteja aqui às vinte horas conforme o combinado. Saio de carro neste momento e sei que não voltarei. Estou decidido! E a culpa não é sua e menos ainda dos seus lindos olhos verdes que tanto me fascinaram enquanto eu aqui vivi! E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   309   310   311   312   313   314   315   316   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal