[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 1.11 Mb.
Página311/354
Encontro29.11.2019
Tamanho1.11 Mb.
1   ...   307   308   309   310   311   312   313   314   ...   354
Somos como gato e gata!

-Sinto tanto sua falta
Também me fere a tua ausência!
-Seu miau ao pé do ouvido
Minha gata insaciável aquieta o teu coração!
-Suas garras afiadas
Serão somente para agarrar a ti; minha gata!
-Sua tez em meu corpo
É simplesmente o amor que me impele a estar junto de ti!
-Sinto tanto sua falta
É porque insiste em não me ver ao teu lado; sou o vento!
-Seu olhar envolvente
Nunca mais que o teu olhar, minha querida amante!
-Seu pulo enlouquecedor
Para alcançar-te no mais alto dos céus, minha “estrela”!
-Seu respirar sem descanso
De tanta loucura que tu me provocas com teu lindo corpo!
-Sinto..
Também sou puro sentimento, minha Deusa Gata!

Nós: Gilcélia & Eu!

O amor também cansa de esperar”!



Mulheres lindas, sábias e inteligentes sabem muito bem o que eu estou a dizer, pois um homem apaixonado não tem mesmo paciência para esperar a demora de uma linda mulher a se declarar. Por favor, mulheres, leiam Pablo Neruda. Por quê? Leiam e depois reflitam se dá para serem como vocês são em relação a nós.

O amor é como um espelho, disse Neruda, deve refletir o que se lhe é apresentado e isso se compara ao amor de um homem por uma linda mulher, seja ela de olhos verdes ou não, “Rainha” ou plebeia, mas o amor deve refletir amor. Se eu amo, o inverso deve ser verdadeiro ou então é melhor esquecer e ignorar a pessoa amada.

O amor não é uma moeda de dupla face, mas ambas as faces devem ser idênticas e formar uma mesma “cara”; é isso que amor pede aos amantes, que sejam um e que não se dividam e que não se desprezem, mas que se amem. Tenho me sentido tão desprezado por quem tanto amo que resolvi escrever esta crônica endereçada a esta “Rainha” que espera de mim o que me é incapaz de me dar. É por isso que estou me esforçando para me distanciar de você o mais rápido possível, pois o meu sofrimento pode me levar à loucura.

Um final de semana sem ouvir sua voz ou falar contigo aqui mesmo neste mundo virtual, me consome de tal maneira que eu me desespero à sua espera que me vê aqui e me ignora. Eu sei que você está bem próxima de mim e finge não me ver e não fala comigo por orgulho e por amar me ver sofrer e rastejar aos seus pés enquanto contemplo do chão os seus lindos olhos verdes que me fascinam e me embriagam de tanto amor.

O meu sofrimento vai se estender até o momento em que você se mostrar humana e sensível aos meus sentimentos sinceros em relação a você. Se um dia você se sentir tocada a me dizer um “oi” eu serei o mais feliz dos homens e não mais lhe incomodarei, pois amar você está sendo minha maior tortura e a pior das prisões que já enfrentei em minha vida. O cárcere foi menos impiedoso comigo do que o seu desprezo. Não vou lhe procurar, porque “o amor também cansa de esperar”. Você é o espelho de Pablo Neruda que não reflete o amor imenso que sinto por você; logo, melhor esquecê-la. E está dito!



Baixar 1.11 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   307   308   309   310   311   312   313   314   ...   354




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa