[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página3/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   354
Amor e ódio!

Assim como o bem e o mal, estes dois impostores andam de mãos dadas como já disse Gibran. Há uma linha muito tênue entre bem e mal e amor e ódio; por isso não devemos criar expectativas jamais em relação ao ser humano que são estas dualidades diuturnamente. Quem ontem lhe beijou a face poderá cuspir nela, mal rompe a manhã. Esteja certo de que você não é e nunca será unanimidade e se, porventura, for é melhor desconfiar porque é sabido que "toda unanimidade é burra". E que a voz do povo nunca foi e jamais será a voz de Deus.

Viver é estar constantemente nas mãos destes vilões; bem e mal, amor e ódio. Não podemos ser somente um e não ser o outro. Eu amo e também odeio, muito embora eu deteste fazer uso do verbo odiar porque bem sei que o ódio, a raiva, o rancor são venenos que bebemos e que não causam mal aos nossos desafetos, mas somente a nós mesmos. Odiar alguém ou o mundo é como beber cicuta. E “amar uma mulher é odiar o mundo” (Nietzsche); por isso não me limito a amar tão somente uma e que me rotulem como quiserem.

Ainda ontem, aquela linda menina mulher era só ternura e meiguice. Hoje ela é página virada e a vida continua e isso me faz lembrar os sábios dizeres: “ninguém é insubstituível, pois os cemitérios estão cheios de pessoas que se julgavam insubstituíveis e a vida continua”. Portanto, você é tão importante para mim na mesma proporção que eu sou para você; nem mais e nem menos. Aquela simpática senhora que eu tive com ela um lindo sonho nesta noite derradeira me é importante porque ela sempre se lembra de mim e quando não mais se lembrar de mim, eu a terei na lembrança porque eu a amo muito. Não me importa se ela me “cozinha em fogo baixo”, mas o que mais me importa é o meu nobre sentimento em relação a ela. O meu amor é bastante para nós dois.

É pretensão demais achar que as pessoas nos amam ou que poderão nos amar; eu prefiro amar e não imaginar-me amado. É muito mais feliz quem dá do que aquele que recebe; dar é privilégio de poucos. Só pode dar aquele que possui e se você não possui amor próprio, jamais poderá dar o que não possui. Isso é fato. Se a vida fosse lógica, excetuando a única certeza de todos que é a morte corporal, não haveria tantos desencontros em todos os sentidos. Por isso concito-lhes a tratarem “desigualmente” estes impostores bem e mal, amor e ódio. Faça o bem, afaste-se do mal; ame e não odeie. Todavia, não espere a reciprocidade. E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   354


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa