[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página287/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   283   284   285   286   287   288   289   290   ...   354
O último bolero!

Eu dancei aquele bolero como se fosse o último da minha vida nos braços de uma jovem mulher que me fez delirar de paixão pelo modo faceiro que ela deslizava pelo salão os seus lindos e delicados pés femininos. Mas eu não devia ter lhe perguntado nada; apenas dançado. Todavia diante da pergunta dela por querer saber da minha ocupação, da minha profissão, do meu trabalho, eu também me senti no direito de questioná-la sobre sua ocupação; daí a enorme decepção. Sou Professor, disse a ela. Embora eu também seja Cabo Policial Militar Rodoviário do Estado de São Paulo (reformado/ aposentado); isso eu nunca digo a ninguém e nem disse a ela.

Por que fui tão ingênuo a ponto de querer saber aquilo que iria me ferir profundamente? Por que fui tolo ao desejar que ela fosse a mulher perfeita que eu buscava? Por que imaginá-la uma professora? Por que fui imaginá-la uma médica como Madeleine? Ou uma poetisa? Ou uma simples dama da sociedade? Ou uma mulher que pudesse ser por mim admirada e amada? Por quê?

Nunca mais faço perguntas quando imaginar que a resposta possa me ferir tanto quanto a pergunta que, ingenuamente, eu fiz para aquela jovem mulher que dançava extraordinariamente bem o ritmo que mais gosto de dançar e que me confidenciou que jamais havia dançado com alguém tão especial como eu e que sabia conduzi-la nestes lindos passos da dança mais romântica que embala um casal apaixonado. Não era o nosso caso, mas eu me apaixonei por ela naquele momento até saber o que ela fazia.

Não é preconceito; por favor, me perdoem os meus fiéis leitores, mas é trauma mesmo. Trauma como o que eu tenho de “Festa de Aniversário” e quem me leu em crônicas passadas sabe o que eu estou a dizer. Não vou à festa de aniversário desde que uma “antipática senhora”, há muitos anos atrás, negou-me um pedaço de bolo durante a festa e ainda humilhou-me dizendo que “bolo não era para encher a barriga, mas sim arroz e feijão”; portanto, estava de bom tamanho o pedacinho que eu havia comido e que me foi dado pelo meu coleguinha de classe. A bandeja de bolo fugia de mim naquela festa horrível e eu não me atrevia a correr atrás dela porque eu era muito tímido. Nunca façam isso com uma criança e não neguem um pedaço a mais de bolo se a criança desejar; imploro-lhe meu caro leitor.

Com esta linda mulher com a qual dancei meu último bolero, até então, ocorreu o mesmo ao saber que em meus braços estava uma POLICIAL MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO; (TENENTE). Senti-me arrepiado ao ouvir de seus lindos lábios esta confissão de que ela era MILITARIZADA. Que horror! Não consegui imaginá-la dentro de uma farda; as mulheres perdem a sua beleza dentro de uma vestimenta militar e a “cabeça” delas eu conheço muito bem, digo, o cérebro delas. Elas são vitimadas pelo insano regime militar e por isso não as acredito capazes de serem femininas e amáveis como as demais mulheres. Até agora, o que era para ser o meu mais lindo “último bolero”, foi para mim mais um trauma a colecionar. E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   283   284   285   286   287   288   289   290   ...   354


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa