[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página240/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   236   237   238   239   240   241   242   243   ...   354
Uma história real!

Namorei por quase dois anos uma linda mulher que eu jamais imaginava que fosse capaz de me demonstrar tanto amor como fez a minha inesquecível Mariley. Ela me fez conhecer o mundo dos “ricos de dinheiro” e “pobres de espírito”, começando pela hipocrisia dos seus próprios filhos Maximys e Livhie; esta última, muito mais arrogante prepotente e abjeta que o seu irmão.

Eu me senti bastante incomodado com o descaso da filha de Mariley que me tratou com descaso por mais de sete meses sem me desejar conhecer e não me aceitar como o namorado de sua mãe por eu não pertencer à classe social deles, muito embora ela soubesse que o meu nível intelectual era superior ao seu, ao de seu irmão e de sua própria mãe.

Aos poucos eu fui tomando conhecimento dos segredos daquela família e a mãe de Livhie me contou que a menina tinha suas frustrações, apesar de “rica de dinheiro” e “pobre de espírito e de saúde”. Eu sei que ela vive com um tumor no cérebro que está crescendo aos poucos e que ela tem pouca perspectiva de uma vida longa. Entretanto, ela vive como se as outras pessoas fossem inferiores a ela e parece que não reconhece a sua fragilidade humana tanto quanto todos nós. O orgulho lhe é inseparável.

Mal sabem eles, Maximys e Livhie, que nunca me ofenderam com suas indelicadezas e eles nunca vão saber o que eu sinto em relação a eles. Eles não admitiam que eu, um afrodescendente, fosse mais inteligente e competente do que ambos, muito embora sejam profissionais liberais limitados; ele, Advogado e ela Psicóloga.

Eu amei a mãe deles e por ela eu acredito ter sido muito amado, mas eles se sentem mal a me ver frequentando os ambientes que eles acham que somente lhes pertencem. Eu conquistei o meu lugar à sombra, pois o sol nasceu para todos, mas a sombra somente àqueles que a buscam e eu a busquei. Amei passar por eles sem desejar notá-los esses dias atrás, pois eles nunca me notaram. Todavia, eu que sei fazer leitura labial e que não sou idiota, percebi que eles se sentiram incomodados com a minha presença naquele ambiente luxuoso onde eu estava ladeado por uma linda mulher bem mais jovem do que eu. Os dois casais, Maximys e esposa e sua irmã Livhie e esposo não foram nada discretos ao me observarem ao lado de uma linda mulher saboreando as delícias da vida que eles julgam pertencerem somente a eles. Confesso que me senti muito confortável diante desta situação. Ainda rio da hipocrisia deles. Falei e pronto!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   236   237   238   239   240   241   242   243   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal