[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


A porta range no fim do corredor!



Baixar 2,07 Mb.
Página226/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   222   223   224   225   226   227   228   229   ...   354
A porta range no fim do corredor!

Tem me apavorado o sentimento do vazio que toma conta do meu ser nestes derradeiros dias que eu começo a pensar que o universo conspira contra mim e não me quer ver feliz sequer por um segundo apenas. A solidão tem sido minha inseparável consorte desde que ela se foi e levou consigo aqueles “lindos olhos verdes que me fascinaram” por longos meses. Agora somente a angústia e a frustração fazem abrigo neste meu triste e solitário coração.

Entretanto eu imagino que ela se põe a me expiar lá do último cômodo desta imensa casa e, por vezes, eu pressinto o ranger da porta no fim do corredor e tudo me faz pensar que ela está a me observar e que ainda deseja ser cortejada por este homem tão carente dos carinhos e da presença dela no meu dia a dia. Ela não saiu dos meus pensamentos e por mais que eu tente imaginá-la distante, eu bem sei que ela ainda está naquele quarto onde a porta range; sim, bem lá no fim do corredor a me observar.

Ela teima em não querer me amar, mas bem sei o quanto o seu coração sofre por resistir a mim que sou o homem da vida dela porque ela é a mulher da minha vida. Não são somente os seus “olhos que me fascinam”, mas todo o seu ser me embriaga de paixão e prazer. Ela bem sabe as razões que me faz desejá-la e por isso eu sei que um dia ela voltará a me dizer as mesmas inconfundíveis palavras lindas e sedutoras de outrora.

A vida quis que nós tivéssemos um encontro tardio demais e por isso o compromisso que assumimos anteriormente nos faz assim tão carentes um do outro. A sociedade dita regras e nós não podemos transgredi-las neste momento, pois podemos perder o que nos é cômodo; temos medo de nos arriscarmos e vivermos nosso amor intenso e verdadeiro. Ela muito mais do que eu. Não dá pra recomeçar tão tarde assim e por isso eu sofro, pois sei que ela deve gostar de mim. Se eu mesmo me derreto de amor por mim, imagina uma mulher diante de um homem romântico, simpático, elegante, educado e inteligente como eu sou?

Toda vez que eu ouço a porta ranger no fim do corredor eu saio apressado na esperança de rever o meu grande amor. Habitamos este mesmo espaço tão pequeno e sei que o reencontro será inevitável. Ainda nos veremos face a face neste estreito corredor que a vida se encarregou de nos colocar. A porta range no fim do corredor e eu sinto que é ela; sinto que é o meu amor a me vigiar e por ela eu, pacientemente, espero. E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   222   223   224   225   226   227   228   229   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal