[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Verdades cruéis e difíceis de serem aceitas, mas concordo com o meu falecido amigo. E está dito!



Baixar 2,07 Mb.
Página204/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   200   201   202   203   204   205   206   207   ...   354
Verdades cruéis e difíceis de serem aceitas, mas concordo com o meu falecido amigo. E está dito!

Será feitiço?

Eu não acredito nisso. Não posso estar enfeitiçado porque de fato eu não acredito nisso e está dito. Mas quem me pode explicar o que venho sentindo? Será falta do que fazer? Falta de vergonha na cara? Seria síndrome de “Don Juan”? Recaída? Eu denominei de amor. Estou amando de novo.

Às vezes eu me pego pensando demais na minha menina mulher que me sinto fora de mim, me vejo entre as nuvens e outras paragens. Sinto a brisa do mar do sul sem mesmo nunca ter ido lá. Outras vezes a embriaguês é tanta que eu me sinto num paraíso ao lado dela e demoro voltar à razão. Por vezes soluço o nome dela e me vejo versejando com o seu nome.

Será loucura? Eu tenho me sentido um adolescente aos 46 e vivo soluçando pelos cantos. Não me envergonho de dizer isso porque todos nós sabemos que o amor não tem idade, muito embora eu tema o ridículo. O meu coração pulsa no compasso do nome dela e insiste em manter o ritmo descompassado que me atormenta de um prazer indescritível.

Não convém que outros saibam o quão difícil é me concentrar nas minhas obrigações diárias, pois poderiam achar que o meu louco amor possa estar beirando à insanidade. Mas se eu estiver enlouquecendo de amor, por favor, não intervenham. Se amar for loucura, alegra-me ser o prisioneiro deste mal incurável.

Nem estou pras críticas e muito menos preocupado com o preconceito. O meu amor é menino e a minha amada também, por isso me sinto rejuvenescido e pronto a cruzar fronteiras para ir ao encontro da minha flor menina. E não adianta me dizer: “toma juízo velho lobo”! Eu irei ao aprisco em busca da minha ovelhinha indefesa. Avante! Rumo ao Sul! E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   200   201   202   203   204   205   206   207   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal