[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página178/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   174   175   176   177   178   179   180   181   ...   354
Portanto, se você é capaz de amar, comece amando você mesmo e as coisas que nos foram oferecidas pelo CRIADOR por puro amor; “Love is in the air”! “L’amour est partout”!

Este “encanto e magia” que nos queima sem que sintamos dor chama-se amor. Feliz foi o poeta que disse isso, pois não há nada mais prazeroso e gratificante do que sentirmos o fogo abrasador do amor nos invadindo por inteiro. E amar vai muito mais além de desejar um corpo bem esculpido, umas pernas bem torneadas, um par de olhos lindos e uma boca sensual e ávida de beijos; isso é desejo. Amar está acima da compreensão humana, pois se fosse fácil dar e receber o “verdadeiro amor”, o mundo seria mais justo e humano.

O amor é algo divino! Infelizmente, nós seres humanos somos incapazes de atos divinos pela nossa própria condição humana, mas podemos nos esforçar para nos amarmos. Mas não queiram, meus leitores, sair amando sem antes amarem a si próprios. Afinal, é isso que recomenda o Criador: “AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO”. Repito: “COMO A TI MESMO”. E está dito!

Mulher!

Eu me rendo à sua graça e encanto! Confesso que sou um ser dependente da sua atenção, carinho e proteção. Mesmo crescido e muito bem crescido, eu não consigo viver feliz senão ao seu lado.

O carisma e a virtude da verdadeira mulher são imprescindíveis ao pobre homem que diante dela não passa de mero súdito, pois pra mim a minha mulher é, indiscutivelmente, uma Rainha. A ela eu rendo homenagens mil e não me canso de repetir que nada sou sem a sua presença feminina do meu lado.

A mulher é amparo e proteção, porto seguro no fim do dia, descanso após o dia de trabalho, refrigério no calor e nos aquece no frio. A mulher é a justa medida pras minhas necessidades de homem sempre carente de afetos.

Nos meus escritos sempre haverei de exaltar a mulher que é companheira e amiga, cúmplice e fiel ao seu papel de amante, esposa e mãe. Às outras que não se enquadram às exigências sociais e que vivem à margem do seu papel de mulher, só tenho a lamentar. Porém, nada contra e nem a favor; simplesmente sinto pena.

À minha mulher que tem me amado muito mais do que mereço, eu rendo homenagem nesta crônica. Sei que ela vai superar a dor e enfrentará mais uma batalha de cabeça erguida, com disposição e ânimo nesta luta contra os males que lhe afligem. Apesar de sermos sozinhos na dor e na alegria, ela poderá contar com o meu apoio e meu ombro amigo.

É bem verdade que não poderei sentir as dores dela, mas posso estar ao seu lado até que a morte nos separe. Sempre admirei as mulheres porque elas são muito mais valentes do que nós homens quando o assunto é a dor.

A cirurgia que a minha mulher vai enfrentar em breve não será nada diante da grandeza desta mulher que tem sido para mim o lenitivo para todos os meus sofrimentos já vividos ao seu lado. Seja forte! Deus está contigo; conosco! E eu estarei sempre do seu lado! E está dito!




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   174   175   176   177   178   179   180   181   ...   354


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa