[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


É bem verdade que nós homens somos “egoístas” e não dividimos também. Mas, ocorre que o desejo de “entregar-se” às fantasias é comum a ambos os sexos



Baixar 2,07 Mb.
Página152/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   148   149   150   151   152   153   154   155   ...   354
É bem verdade que nós homens somos “egoístas” e não dividimos também. Mas, ocorre que o desejo de “entregar-se” às fantasias é comum a ambos os sexos.

A mulher, por sua vez, é mais sigilosa em relação ao homem, mas nem por isso menos “safada”. Elas traem com certo receio em razão, muitas vezes da sua dependência, quando o marido lhe representa “segurança financeira” e proteção. Já o homem é “presa” fácil quando trai e deixas marcas do “crime” por todos os lados, mesmo afirmando descaradamente não ter traído.

Todos nós precisamos “diz-trair”, ainda que em pensamentos. Quantos de nós, homens e mulheres, já não fizemos amor em casa sonhando com a (o) outra (o)? Isso é plenamente normal. Inaceitável, mas corriqueiro e normal; felizmente.

Se o seu parceiro ou parceira diz não trair, finja que acredita. Relaxe e goze, pois os nossos pensamentos nos traem diuturnamente nos convidando a trair.

Hoje em dia está na moda o “amor virtual”. Isso é bacana enquanto não real, pois apimenta a relação do casal. Comigo é assim e estou certo de que muitos moralistas que me leem agora poderão até me condenar, mas eu nem ligo.

E assim tenho feito novas e saudáveis amizades virtuais liberais só para “diz-trair”! E olhem que eu me considero conservador e não tão liberal assim. Entretanto, sexo virtual responsável e adulto não faz mal para quem tem equilíbrio, mente sadia e respeito pelo outro.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   148   149   150   151   152   153   154   155   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal