[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Se você tem essas qualidades descritas acima, saiba que você muito me interessa. O meu telefone é



Baixar 2,07 Mb.
Página128/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   124   125   126   127   128   129   130   131   ...   354
Se você tem essas qualidades descritas acima, saiba que você muito me interessa. O meu telefone é ...

Todos nós temos defeitos e o meu é falar a minha verdade!

Separação!

Estive pensando seriamente no assunto! Não que eu me queira separar da minha amada Cidinha; não é isso. Pensei naqueles casais que se separam. Será que eu suportaria uma separação?

Imaginei todo tipo de separação e constatei que não estou preparado para rupturas. Sou muito apegado em algumas coisas que não suportaria algumas separações. Que fique claro que não sou materialista, mas não consigo me desfazer de algumas coisas; livros, por exemplo, é doloroso. Roupas eu nem ligo, dinheiro muito menos, calçados menos ainda, etc.

Quando vendi meu primeiro carro eu fiquei chateado e parecia que ele fazia parte da família (meu Chevette 83, o meu BOZO), quando meu gatinho morreu, eu quase fui junto com ele; e é assim que eu fico com algumas separações vitais, triste.

Mas me separar da Cidinha eu não seria capaz. É verdade que me encanto com as mulheres e me apaixono por algumas que apresentam qualidades que me fascinam, mas eu não teria coragem de me separar pra ficar com nenhuma delas. Primeiro porque não tenho razões pra isso, muito embora eu confesse que muitas mulheres já me enfeitiçaram a ponto de até pensar no assunto. Todavia, não posso pensar só em mim e ser ingrato com a minha Cidinha. Por que eu a deixaria? Não encontro resposta!

A minha mulher é muito simples, limitada culturalmente, mas de um coração enorme. Duvido que essas mulheres lindas, cultas, prendadas, cheirosas, vaidosas, etc., que me fazem delirar por elas, seriam capazes de tamanha bondade, submissão, companheirismo, doação, servidão, etc., que teve a minha Cidinha quando suportou ao meu lado os meus piores momentos! Ela cuidou da minha mãe acamada por longos cinco anos (ou mais), dando banho nela junto comigo e dando-lhe seus medicamentos na hora certa. Ela foi um anjo na minha vida e continua sendo; sempre prestativa.

Todavia, é verdade que eu já me apaixonei por outras com qualidades diferentes. E quem nunca se apaixonou? Sinto estar apaixonado de novo e isso me causa um conflito existencial terrível. Pareço ter encontrado a mulher dos meus sonhos, mas como abandonar sem motivos a mulher que viveu comigo os meus pesadelos?

Eu não me imagino sem a minha Cidinha que tem pouca cultura, que não é vaidosa, que não gosta de ler nem os versos que escrevo a ela, que diz me amar e que tem provado isso nestes nossos 23 anos de união! Não... Eu não consigo!

E se um dia a vida me propuser uma separação, seja ela por morte ou não, eu vou sofrer muito. É bem verdade que eu amei muito outra mulher (já falecida) e que ainda amo outra muito linda e diferente da minha Cidinha. Mas...




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   124   125   126   127   128   129   130   131   ...   354


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
terapia intensiva
Conselho nacional
Curriculum vitae
oficial prefeitura
ensino médio
minas gerais
Boletim oficial
Concurso público
educaçÃo infantil
Universidade estadual
seletivo simplificado
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
assistência social
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
Dispõe sobre
outras providências
recursos humanos
secretaria municipal
Conselho municipal
psicologia programa
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
Relatório técnico
Corte interamericana
público federal
ministério público