[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Aconselhei muito ela a amar o seu marido e mostrar a ele que as mulheres que amam de verdade não são interesseiras e que valorizam o amor em primeiro lugar



Baixar 2,07 Mb.
Página123/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   354
Aconselhei muito ela a amar o seu marido e mostrar a ele que as mulheres que amam de verdade não são interesseiras e que valorizam o amor em primeiro lugar.

Mas ela insistiu em me dizer que era uma “bobinha”, uma “criança” e que estava mesmo apaixonada por mim. Pediu-me insistentemente pra que eu a fizesse feliz e disse-me: “- Você é muito romântico, o amor da minha vida e eu amo muito você. Faça-me feliz. Eu lhe imploro”!

Portanto, meus caros maridos, deem às suas esposas muito mais carinho e atenção. Eu faço isso para minha Cidinha e tem sobrado tempo pras amigas minhas; as suas mulheres!

Mulher de 50!

Aquela linda mulher me olhou nos olhos e disse-me: “Sei que tu admiras a minha beleza, mas eu gostaria que tu conhecesses a minha beleza interior.” Confesso que fiquei pasmo, pois se tratava de uma linda mulher. Que poderia ela ter de mais lindo ainda?

Ela cativou-me por sua simpatia singular e foi me dizendo coisas encantadoras. Falou-me com a simplicidade de uma mulher que conhece o âmago da espécie humana e, principalmente, os homens. A sua voz doce, suave e melodiosa era como que um encanto que me seduzia mais e mais. E foi a partir daí que me apaixonei perdidamente por esta “senhora e menina”; “menina e senhora”!

Aquele corpinho sensual, lindas madeixas revoltas, seios pequenos, olhos arrebatadores, sorriso maroto a me ensinar coisas belas sobre o amor. E que sorriso! Eu me perdi neles! Confesso que estou apaixonado!

Ela me falou dos seus poucos amores e pediu que eu fosse mais comedido ao amar para não ferir os sentimentos de uma mulher, pois ela teve um namorado que se sentia um Príncipe, um Rei e queria todas ao mesmo tempo. Hoje ele não passa de um “sapo solitário”, sem ninguém! Ele se chamava Romeu e todas as suas “Julietas” perdeu! Vive só o “pegador”!

Ela foi fundo e me dizia verdades tão profundas que eu me senti um “canalha”, muito embora não fosse e nem seja! E muito menos pretendo ser. Percebi que ela sutilmente me chamava de “galinha”, de “promíscuo”, de “mulherengo”, etc.

Todavia, ela sabe que não sou e que tenho olhos só pra ela. Ela é o meu grande amor! Esta mulher menina, linda, inteligente, dócil, simpática, pura de sentimentos, simples, amável e romântica!

Eu te amo!” Muito! Meu amor! E sou só seu pra vida toda; ainda que eu tenha que viver um amor platônico, pois sei que você é comprometida!






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   354


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
terapia intensiva
Conselho nacional
Curriculum vitae
oficial prefeitura
ensino médio
minas gerais
Boletim oficial
Concurso público
educaçÃo infantil
Universidade estadual
seletivo simplificado
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
assistência social
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
Dispõe sobre
outras providências
recursos humanos
secretaria municipal
Conselho municipal
psicologia programa
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
Relatório técnico
Corte interamericana
público federal
ministério público