[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 2,07 Mb.
Página115/354
Encontro29.11.2019
Tamanho2,07 Mb.
1   ...   111   112   113   114   115   116   117   118   ...   354
Amor no Mercado...

Trabalhei num mercado quando era mais jovem; logo que saí do seminário. Tive muita sorte de encontrar bons patrões que me tratavam muito bem e com muito respeito em todos os sentidos.

O saudoso Ademir Firmino Paiva, que foi assassinado pelo amante de sua esposa - e seu empregado do sítio - era o dono do mercado, mas era seu irmão quem tomava conta na maior parte do tempo porque a lavoura tomava muito tempo do seu “Demir” que lá ficava com seu empregado “Joaquinzinho” que mais tarde lhe mataria de maneira cruel e covarde só por causa de um par de coxas maravilhoso da “safada” da Dona Sueli que eu sempre cobicei também. A vadia era gostosa pra cacete!

O assassinato do seu “Demir” abalou a cidade e bem a pouco tempo morreu um dos envolvidos neste homicídio e até mereceu uma crônica minha intitulada “A morte do Saci”, pois esta era a alcunha do primo do “Joaquinzinho” que participou deste bárbaro crime. Pobre patrão! Eu gostava dele e também do Adair Firmino Paiva, seu irmão, com quem eu passava a maior parte do tempo lá no Mercadinho Paiva; digo, aqui em minha cidade!

O Adair que todos conheciam como “Branco” era muito mulherengo. Era assediado por muitas, mas sempre foi admirado também pelas pessoas das mais diversas idades, do bebê ao ancião. Ele era muito educado e simpático, muito honesto e trabalhador e ainda muito mais amigo que patrão. É bem verdade que era limitado culturalmente e por isso recorria a mim se a “matemática” das compras fosse complicada. Naquele tempo era tudo no lápis; calma, pois não sou tão velho assim.

O que o “Branco” tinha de amizades era “coisa de louco”. Todos gostavam dele porque ele era muito bom e ajudava muita gente. E o que dizer então da mulherada! Essas brigavam por causa dele.

Ele era lindo e ainda é porque não morreu, mas mudou-se daqui tão logo assassinaram seu irmão. Mas ele era lindo mesmo! Ele era branco, olhos azuis, corpo bem definido, exímio lutador de Karatê, jogava futebol (não era um craque), etc.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   111   112   113   114   115   116   117   118   ...   354


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal