A psicologia aplicada no Brasil, segundo zanelli (1994), começou com a psicologia aplicada ao trabalho, através da criação de cursos e Instituições e da publicação de textos importantes


(Atenção, o próximo autor é só para conhecimento, não precisa estudar)



Baixar 111,39 Kb.
Página8/16
Encontro04.03.2018
Tamanho111,39 Kb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   16
(Atenção, o próximo autor é só para conhecimento, não precisa estudar)

Tupinambá (1987) também se referiu à história da Psicologia Organizacional, passando por fases de desenvolvimento. Confirmou que a Psicologia Industrial e Organizacional teve seu início por uma fase predominantemente psicométrica, com vistas à realização de “diagnóstico descritível”.

A segunda e a terceira fase, as quais ele chamou de psicotécnica e educacional do treinamento nas organizações, respectivamente, visava aplicação da Psicologia experimental no âmbito do trabalho, em que predominou uma atuação em seleção profissional, com o objetivo de adaptar o homem ao trabalho.

Uma quarta fase foi chamada por ele de psicossociológica, que teve o objetivo de resgatar as técnicas de trabalho do psicólogo organizacional para integrá-las numa concepção de organização, levando em consideração questões relacionadas ao ‘clima organizacional’, ‘cultura organizacional’, ‘desenvolvimento organizacional’. Ainda para Tupinambá (1987, p. 57),

As quatro fases aqui compreendidas que caracterizam a formação e prática da Psicologia organizacional no Brasil ainda servem de parâmetro para caracterizar diversas possibilidades e modelos acadêmicos e de prática profissional.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   16


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal