A presença indígena na Universidade Federal do Rio Grande do Sul: uma análise sobre o perfil dos inscritos no Processo Seletivo Específico



Baixar 88,93 Kb.
Página1/6
Encontro09.03.2018
Tamanho88,93 Kb.
  1   2   3   4   5   6

A presença indígena na Universidade Federal do Rio Grande do Sul:

uma análise sobre o perfil dos inscritos no Processo Seletivo Específico

(2008-2014)
Michele Barcelos Doebber1 – Brasil

Maria Aparecida Bergamaschi2 - Brasil

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Resumo: O estudo analisa dados quantitativos da política de ingresso indígena na UFRGS (2008-2014), destacando o perfil dos candidatos no que diz respeito às áreas e cursos de interesse, faixa etária, gênero e etnia. As análises apontam que a procura pelas vagas tem sido elevada, chegando a oito candidatos por vaga, em média. Os cursos mais procurados são os da área da saúde: Odontologia, Enfermagem e Medicina. A procura pelo ingresso tem sido basicamente por candidatos dos povos Kaingang e Guarani do Rio Grande do Sul, tendo preponderância do primeiro. Em relação à faixa etária, observa-se uma gradual juvenilização dos inscritos. O número de candidatas mulheres vem aumentando, chegando a ser maior que o de candidatos homens nos últimos processos seletivos. Atualmente, estão na Universidade em torno de 50 estudantes indígenas, distribuídos em diferentes cursos, especialmente nas áreas de educação, saúde, direito e ciências da terra. 




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal