A organizaçÃo das cátedras na faculdade católica de filosofia de sergipe (1951-1968)



Baixar 187,03 Kb.
Página3/5
Encontro11.10.2018
Tamanho187,03 Kb.
1   2   3   4   5
Considerações finais
Cravada na mente dos seus ex-alunos, ex-professores e guardada na memória da sociedade sergipana, a FCFS durante quase duas décadas de funcionamento, formou dezenas de profissionais, congregou palestras, enviou professores para diferentes estados do país e para o exterior, com o intuito de que esses pudessem se aperfeiçoar e melhorar a qualidade do ensino na instituição.

Foi também a responsável pela formação de um número significativo da intelectualidade sergipana na segunda metade do século XX fazendo florir novos saberes que se espalharam pela sociedade sergipana. Não obstante ter deixado de funcionar em 1967a FCFS permanece viva na mente dos que ali se formaram, dos que conheceram a instituição ou dos que apenas “ouviram falar” dela.

A “antiga FAFI”, como é lembrada pelos ex-alunos é capaz de provocar lágrimas de saudade, sorrisos de alguns entrevistados que relembraram uma fase da vida, do início da carreira intelectual, ou tão somente de um ambiente agradável em que aqueles então discentes passaram alguns anos de formação profissional e também pessoal. Embora extinta há mais de quatro décadas, a FCFS perdura na memória de seus sujeitos e se torna nova a cada lembrança, a cada palavra.

Portanto, diante das investigações inferimos que as “cadeiras” da FCFS eram distribuídas entre professores que já atuavam em instituições do ensino secundário sergipano, ou mesmo no nascente ensino superior. Tais regentes possuíam uma formação diversificada, como médicos, engenheiros, advogados e raros licenciado, estes eram catedráticos que lecionariam nos cursos para formação de docentes de Filosofia, Geografia e História, Letras Neolatinas, Letras Anglo-Germânicas e Matemática. Na distribuição e organização do corpo docente entrava em cena uma série de interesses aliados a rede de sociabilidade dos quais faziam parte. Perquirir a organização de tais cátedras e o complexo jogo de interesses diante destas pode contribuir para o entendimento da história da FCFS, assim como dos catedráticos, cadeiras e saberes ali ensinados e para a história do ensino superior e da formação de professores, além da própria História da Educação em terras sergipanas.




: novo -> congressos -> cbhe6 -> anais vi cbhe -> conteudo -> file
file -> História das ideias pedagógicas: contribuiçÕes da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica para o ensino de crianças pequenas
file -> Nova leitora
file -> A semiologia do escolar construída pelo dr. Ugo pizzoli
file -> Um livro proveitoso para a mocidade estudiosa da belém do pará no começo do século XX: alma e coraçÃO
file -> A escrita da História da Educação no Brasil: formando professores
file -> A psicologia Tradicional e o espontaneísmo na educação de crianÇas menores de 03 anos: uma análise dos Documentos Oficiais norteadores da Educação Infantil no Brasil (1998-2006)
file -> História da escola normal de natal (rio grande do norte, 1908-1971)
file -> Cláudia Maria Mendes Gontijo2
file -> O grêmio das Violetas, a Cruz Vermelha Paranaense e as discussões sobre a saúde infantil


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal