A monodocência nas ª e ª classes do Ensino Primário em Angola: a visão dos professores



Baixar 78,37 Kb.
Página1/9
Encontro16.09.2018
Tamanho78,37 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9

A Monodocência nas 5.ª e 6.ª classes do Ensino Primário em Angola: a visão dos professores

Anacleto Isaías, Universidade de Évora, anfisaias@hotmail.com

Marília Favinha, Universidade de Évora, mfavinha@uevora.pt

Resumo – O presente artigo tem o objetivo de contribuir para a análise e compreensão crítica da prática de Monodocência em comparação com o regime de Polidocência nas 5.ª e 6.ª classes, em duas escolas, uma pública outra privada, do Ensino Primário, em Angola.

As investigações revelam que as conceções dos professores acerca da diversidade cultural são confusas e redutoras; enquanto alguns adotam uma conceção etnocêntrica, problemática e preconceituosa, outros têm uma perspetiva relativista ou com excessiva valorização das diferenças.

Dada a importância atribuída ao que pensam os professores, realizámos um estudo exploratório de natureza qualitativa, envolvendo professores de diferentes anos letivos.

A Monodocência a nível das 5.ª e 6.ª classes em Angola surgiu como consequência da segunda Reforma Educativa da Angola independente, e está desajustada pelo facto de impor 9 disciplinas a um mesmo professor. Os resultados desta investigação poderão contribuir para que sejam repensados estes modos de trabalho e encontrar modelos mais adequados em torno destas práticas.





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal