A incidência e a morbilidade associadas à diabetes



Baixar 6,14 Mb.
Página1/55
Encontro07.09.2018
Tamanho6,14 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   55

RESUMO

A incidência e a morbilidade associadas à diabetes mellitus, exigem uma preocupação e atenção redobrada de toda a comunidade. Esta patologia deve ser diagnosticada o mais cedo possível e deverão ser unidos esforços no sentido de tentar debelar a gravidade das complicações a nível da saúde, que esta doença pode provocar.

Este trabalho de projeto, tem como objetivo principal, verificar se a redução que o orçamento de estado tem vindo a sofrer nos últimos anos, tem repercussões negativas nos cuidados de saúde primários, ao nível das necessidades em saúde na Diabetes Mellitus, na Região de Saúde do Baixo Alentejo.

Pretende-se igualmente, saber se o decréscimo na dotação constante do orçamento do estado, tem impacto negativo na qualidade da prestação dos cuidados no tratamento da Diabetes, bem como na qualidade do serviço de prevenção da mesma.

Para dar resposta às questões colocadas, realizou-se um «case-study» na área de influência de saúde do Baixo Alentejo, região onde o número de casos per capita é considerado bastante alto. Foram aplicados 56 questionários aos utentes dos centros de saúde da região de saúde do baixo Alentejo, que padecem desta doença, bem como 20 questionários aos enfermeiros que acompanham estes doentes no tratamento. Foi feita igualmente uma entrevista ao director executivo do ACES.

Os resultados refletem que a existência de menos recursos financeiros, prejudica a aplicação de meios eficazes para a prevenção e combate à diabetes, dado que a doença não é detetada e tem-se agravado devido a maus hábitos alimentares e ausência de exercício físico. A redução de meios financeiros também não permite que haja mais recursos materiais utilizados no tratamento do pé diabético.

Com os resultados obtidos neste estudo, espera-se alertar e ajudar os responsáveis pela criação e implementação de políticas de saúde na Região de Saúde do Baixo Alentejo que, nomeadamente no âmbito da doença Diabetes Mellitus, promovam a sustentabilidade do sistema de saúde. Esta sustentabilidade, associada à gestão eficiente dos recursos para a saúde, é essencial à prevenção desta patologia, à melhoria do acesso destes pacientes aos cuidados de saúde e à qualidade do serviço prestado no seu tratamento. Deu-se portanto um passo, no sentido de informar, e consequentemente melhorar os procedimentos tendentes a combater o aparecimento desta patologia, acompanhar os utentes que padecem desta doença com serviços de qualidade, bem como evitar as consequências nefastas do diagnóstico tardio da mesma.

Palavras chave: orçamento, diabetes mellitus, racionalização, prevenção, tratamento




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   55


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal