A garota das Laranjas



Baixar 0,84 Mb.
Página1/26
Encontro07.10.2018
Tamanho0,84 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26



JOSTEIN GAARDER
A GAROTA DAS LARANJAS
Tradução: LUIZ ANTÔNIO DE ARAÚJO

Jostein Gaarder e H. Aschehoug & Co.

Título original: Appelsinpiken

Tradução autorizada pelo autor, a partir da versão alemã de Gabriele Haefs (Das Orangenmädchen)

Ilustração da capa: Maria Eugênia

Preparação: Rafael Mantovani

Revisão: Renato Potenza Rodrigues Cláudia Cantarin
Georg Roed mal conheceu o seu pai, Jan Olav, que morreu de uma doença incurável quando o garoto não tinha nem quatro anos de idade. Porém uma longa carta de despedi­da, escrita pelo pai poucos dias antes de sua morte, dá início a uma comu­nicação entre o presente e o passado.

Na carta, que durante onze anos ficou escondida no forro de um ve­lho carrinho de bebê, Jan Olav se di­rige a um Georg adolescente, mais apto a entender alguns assuntos que uma criança pequena não compreen­deria. O garoto, ao ler as palavras do pai, descobre afinidades secretas que tinha com ele: uma certa curiosidade filosófica, o interesse pelas fotos tira­das pelo telescópio Hubble, e o olhar atento para o Universo. Em meio a reflexões e perguntas, Jan Olav conta ao filho uma história real, acerca de uma personagem misteriosa: a garota das laranjas, desconhecida que surge por acaso pelas ruas de Oslo levando sempre nas mãos um saco enorme de laranjas, e que suscita um amor ins­tantâneo e uma série de perguntas sem resposta na imaginação do jo­vem Jan Olav. Ao relatar a sua busca por essa figura quase sobrenatural, o pai tece com o filho um diálogo que mexe fundo com as emoções de Georg. E também lhe faz uma per­gunta muito importante, de cuja res­posta podem depender os rumos que o menino tomará ao ingressar na vida adulta.

Escrito no estilo já característico de Jostein Gaarder, este livro desenha uma história semelhante a um que­bra-cabeça, uma trama costurada com mistérios e divagações filosóficas sobre a condição humana, a confron­tação com a morte e outros enigmas da nossa existência.

Jostein Gaarder nasceu em 1952 na Noruega. Estudou filosofia, teolo­gia e literatura, e foi professor duran­te dez anos. Estreou como escritor em 1986, tornando-se logo um autor de destaque. Ganhou projeção inter­nacional em 1991, com O Mundo de Sofia, já traduzido para mais de qua­renta idiomas. A garota das laranjas é o 13º livro do autor lançado pela Cia. das Letras.



"Muitas vezes eu tentei me imaginar aí no futuro, mas nunca consegui ter uma idéia nem mesmo aproximada de você agora, na sua vida atual. A única coisa que sei é quem você é. Só isso. Não sei sequer com que idade você está lendo isto. Talvez tenha doze ou catorze anos, e eu, o seu pai, há muito estou fora do tempo.

Hoje — ou seja, no dia em que me ler — você por certo já terá esquecido a maior parte do que nós dois vivemos nos meses quentes daquele verão em que você tinha três anos e meio. Mas esses dias continuam nos pertencendo, e nós ainda pode­mos passar muitas noras agradáveis juntos.

Vou contar uma coisa que atualmente não consigo tirar da cabeça: a cada dia que passa e a cada coisinha à toa que nós dois fazemos, aumen­ta a possibilidade de você se lembrar de mim. Agora eu conto as semanas e os dias. Na terça-feira, nós estivemos no alto da torre de Tryvann, de onde se pode ver a metade do reino, dava para enxergar até a Suécia. Mamãe também foi, fomos os três. Mas será que você se lembra disso?"
Tradução de Luiz Antônio de Araújo

Obras de Jostein Gaarder publicadas pela Companhia das Letras



O mundo de Sofia (1995)

O dia do curinga (1996)

Vita brevis (1997)

Ei! Tem alguém aí?(1997)

Através do espelho (1998)

Mistério de Natal (1998)

O mundo de Sofia (cd-rom; 1998)

O livro das religiões (2000)

Maya (2000)

O pássaro raro (2001)

O castelo do príncipe sapo (2002)

A biblioteca mágica de Bibbi Bokken (2003)

O vendedor de histórias (2004)



A garota das laranjas (2005)




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal