A campanha de educaçÃo de adolescentes e adultos (ceaa) e o seu guia de leitura (ler): concepçÕes de homem, educaçÃo e alfabetizaçÃo nos anos 40



Baixar 4.13 Mb.
Página1/6
Encontro01.10.2018
Tamanho4.13 Mb.
  1   2   3   4   5   6

A CAMPANHA DE EDUCAÇÃO DE ADOLESCENTES E ADULTOS (CEAA) E O SEU “GUIA DE LEITURA (LER)”: CONCEPÇÕES DE HOMEM, EDUCAÇÃO E ALFABETIZAÇÃO NOS ANOS 40

Dania Monteiro Vieira Costa1

Deane Monteiro Vieira Costa2
Palavras-chave: Linguagem, Alfabetização e Educação de Adolescentes e Adultos.
Introdução

O presente trabalho analisa, em uma perspectiva histórica, o “Primeiro Guia de Leitura (LER)” considerado o principal instrumento de orientação dos trabalhos do ensino supletivo da 1ª fase da Campanha de Alfabetização de Adolescentes e Adultos (1947-1950) promovida pelo Ministério da Educação e Saúde, no Brasil (BEISIEGEL, 2004). Este trabalho se insere em um contexto mais amplo que aponta que há escassez de estudos sobre as implicações da grande penetração da CEAA nos vários Estados brasileiros, por meio do estabelecimento de convênios com muitas Secretarias dos Estados. As exceções são: a) o trabalho pioneiro realizado por Beisiegel, publicado pela primeira vez em 1974, sobre o desenvolvimento da CEAA no Estado de São Paulo; b) o estudo de Soares (1995), que contempla o desenvolvimento da Campanha em Minas Gerais; c) o estudo inicial de doutoramento de Costa (2010), uma das autoras deste artigo, sobre o desenvolvimento da CEAA no Estado do Espírito Santo (ES), dentre os municípios capixabas, especialmente Cachoeiro de Itapemirim.

Assim, é nosso objetivo compreender: De que forma a análise do “Guia de Leitura (LER)”, da Campanha de Educação de Adolescentes e Adultos (CEAA), contribui para a compreensão da concepção de homem, educação e de alfabetização de adolescentes e adultos na história da educação brasileira?

Nessa perspectiva, a pesquisa procura interrogar o passado em função de permanências e rupturas no contexto das políticas educacionais voltadas para a alfabetização, no Brasil. Para isso, utiliza, como metodologia, a pesquisa documental. Na perspectiva de Gil (2007), ela caracteriza-se pelo uso de fontes que ainda não receberam tratamento analítico, ou que ainda podem ser reelaboradas de acordo com os objetivos da pesquisa. Nesse contexto, analisamos o “Primeiro Guia de Leitura (LER)” e as “Instruções aos Professores de Ensino Supletivo” produzidos pelo Departamento Nacional de Educação, em 1947, com o objetivo de identificar as concepções de alfabetização, homem, educação e sociedade neles presentes. Como base teórica, fundamenta-se em textos produzidos por pesquisadores e professores brasileiros com importantes interfaces nos campos da História da Educação e da política educacional brasileira, entre eles: Beisiegel (2004), Nagle (2001) e Paiva (1983). Para a análise da concepção de linguagem, fundamenta-se na teoria enunciativo-discursiva de Mikhail Bakhtin. No que se refere à concepção de alfabetização, toma como referência Braggio (1992) e Gontijo (2003,2008).



Catálogo: novo -> congressos -> cbhe6 -> anais vi cbhe -> conteudo -> file
file -> História das ideias pedagógicas: contribuiçÕes da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica para o ensino de crianças pequenas
file -> Nova leitora
file -> A semiologia do escolar construída pelo dr. Ugo pizzoli
file -> Um livro proveitoso para a mocidade estudiosa da belém do pará no começo do século XX: alma e coraçÃO
file -> A escrita da História da Educação no Brasil: formando professores
file -> A psicologia Tradicional e o espontaneísmo na educação de crianÇas menores de 03 anos: uma análise dos Documentos Oficiais norteadores da Educação Infantil no Brasil (1998-2006)
file -> História da escola normal de natal (rio grande do norte, 1908-1971)
file -> Cláudia Maria Mendes Gontijo2
file -> O grêmio das Violetas, a Cruz Vermelha Paranaense e as discussões sobre a saúde infantil

Baixar 4.13 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa