8- estratégias de leitura face aos textos escolares



Baixar 190.5 Kb.
Página1/4
Encontro03.03.2019
Tamanho190.5 Kb.
  1   2   3   4


LEITURA NA UNIVERSIDADE : RESULTADOS PRELIMINARES DE UM ESTUDO

Ana Esmeralda Carelli

(carellia@uel.br)
Linete Bartalo

(bartalo@zipmail.com.br)


Vilma Aparecida Gimenes da Cruz

(bcentral@uel.br)


Anael Cristina Assis da Silva

(anael26@zipmail.com.br)-bolsista/UEL


Nilza Maria de Souza Cordeiro

Bolsista/UEL


Universidade Estadual de Londrina

Departamento de Ciências da Informação/CECA

Campus Universitario - Caixa Postal 6001-fax(0xx43)371-4074

CEP-86051-970

Londrina-Pr. Brasil

RESUMO: Considerando o comportamento de leitura como mediador para a ocorrência de novas aprendizagens e conseqüentemente ser ele imprescindível para a formação universitária, foi realizada uma pesquisa com 25 alunos da segunda série do curso de Biblioteconomia da Universidade Estadual de Londrina, sendo 10 do turno matutino e 15 do noturno, com o objetivo de estabelecer um programa de leitura voltado às necessidades do curso. Os presentes resultados referem-se a um aspecto da pesquisa onde caracterizou-se o comportamento e as atitudes de leitura dos sujeitos. Foram aplicados dois instrumentos em 1998, tendo sido respetida a aplicação em 1999. O primeiro instrumento, proposto por Silva e Maher (1983), investigou as atitudes de leitura dos sujeitos quanto aos seguintes aspectos: leitura/aprendizagem, sentimentos afetivos frente à leitura e leitura e lazer. O segundo instrumento caracterizou o comportamento de leitura quanto aos fatores que influenciam a freqüência à Biblioteca, auto avaliação como leitor, significados sobre leitura, estratégias de leitura face aos textos escolares, dificuldades nas leituras de textos escolares, percepção quanto à eficiência de estratégias de estudo e dificuldades no curso. As atitudes de leitura dos alunos sofreram modificações positivas quando comparadas a primeira aplicação (1998) e a segunda (1999), principalmente em relação aos sentimentos afetivos frente à leitura. Quanto à caracterização do comportamento de leitura, a finalidade principal de freqüência à Biblioteca, tanto em 1998 como em 1999 foi buscar material para trabalhos acadêmicos. A autopercepção como leitores mudou de ocasional em 1998 para crítico e assíduo em 1999, sendo que atribuíram à leitura em ambos os anos o significado de um meio de instrução. A maioria dos sujeitos sentia dificuldades nas leituras dos textos técnico-científicos tanto em 1998 como em 1999, sendo freqüente em 1998 e ocasional em 1999. A falta de tempo para estudar foi a dificuldade no curso apontada pela maioria dos sujeitos tanto em 1998 como em 1999, com uma leve diminuição na freqüência em 1999.


PALAVRAS CHAVES: Leitura // Universidade // Programa de leitura.


  1. Baixar 190.5 Kb.

    Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa