3ª semestre disciplina: Didática texto: I professor: Kardec Oliveira assunto: didática: o que é e para que serve



Baixar 56,6 Kb.
Página1/4
Encontro16.08.2018
Tamanho56,6 Kb.
  1   2   3   4





Curso: Educação Física

SEMESTRE

Disciplina: Didática

TEXTO: I

Professor: Kardec Oliveira

ASSUNTO: DIDÁTICA: O QUE É E PARA QUE SERVE?

AUTOR: Cláudio Luiz de Alvarenga Barbosa.

Na primeira metade do século XVII, João Amós Comênio³, pastor da igreja protestante da Moravia (região a Europa Central que se constituiu como uma das raízes da atual República Tcheca) – escreveu um livro chamado Didática magna. Ao escrever essa obra, seu objetivo era ajudar àqueles que se dedicavam ao magistério na difícil tarefa de ensinar. Como o próprio Comênio afirmava, em nota prévia “Aos leitores”, seu livro era a promessa de uma grande didática, constituindo-se como “um artifício universal para ensinar tudo a todos. E ensinar realmente, de maneira certa, pela qual há de se obter, fatalmente, resultado. E ensinar rapidamente [...]. E ensinar com eficiência” (COMENIUS, 1978, p. 25).

Ao publicar esse livro, Comênio certamente não imaginava que, de certa forma, estava inaugurando uma “nova” área de conhecimento que, desde então, marcaria profundamente a preparação de profissionais para o magistério. Hoje em dia não se concebe um curso de formação de professores que não tenha a Didática como uma disciplina em sua grade curricular.

Independentemente da concepção educacional adotada pelos educadores de diferentes épocas, parece haver um certo consenso sobre a importância da Didática para uma boa condução do processo ensino-aprendizagem. Podemos constatar que o reconhecimento do importante papel, que a Didática desempenha na formação do professor está presente nos mais diversos “segmentos” docentes: professores tradicionais, progressistas, revolucionários, conservadores etc.

Dessa forma, na tentativa de entender o que é a Didática, poderíamos seguir dois caminhos. A primeira possibilidade nos remete às diferentes definições de didáticas, elaboradas por autores representantes de diferentes momentos da história da educação. Ao estudarmos essas definições, entraríamos em contato com a tentativa empreendida por cada autor de “enunciar os atributos essenciais e específicos de uma coisa, de modo que a torne inconfundível com outra” (FERREIRA, 1999, p. 614), ou seja, de definir, no caso, a Didática. Definir didática, portanto, pressupõe o esforço de tentar identificar na Didática o que faz dela ser “didática”, e não outra coisa qualquer. Uma segunda possibilidade que nos levaria a compreender o que vem a ser a Didática se dá pelo confronto das diferentes concepções de didática com os principais desafios encontrados no cotidiano escolar. Que desafios são esses? Como cada concepção de didática enfrenta as diversas etapas do processo ensino-aprendizagem? De que maneira as “diferentes didáticas” respondem a um mesmo problema pedagógico? Eis aí alguns questionamentos que suscitam uma busca pelos fundamentos da Didática.





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa