3 Planejamento de comunicação: contribuição da teoria de relações públicas



Baixar 73,27 Kb.
Página1/5
Encontro28.11.2019
Tamanho73,27 Kb.
  1   2   3   4   5



Estudos em Relações Públicas e o

Pensamento Latino-Americano em Comunicação
Yuji Gushiken

Relações-públicas e jornalista.

Doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ.

Professor adjunto da UFMT


Resumo

Este artigo busca relacionar a formação do campo das relações públicas – atividade profissional e área de estudos – com a emergência do pensamento latino-americano em Comunicação. Trabalha-se com a hipótese de que, historicamente, houve aproximações teóricas entre o modelo comunicacional criado na perspectiva de relações públicas e as questões éticas desenvolvidas na perspectiva do chamado pensamento latino-americano em Comunicação. Entre o modelo comunicacional que singulariza as RP e as questões socioeconômicas, políticas e culturais características da América Latina, emergem distintas formas de crítica social como demanda por cidadania em meio às tensões próprias do modo de produção capitalista. A crítica social, que se atualiza em distintas correntes de opinião, modulou historicamente as práticas comunicacionais dialógicas nas organizações. Era a evidência de que os estudos em Comunicação, em especial os estudos em relações públicas, começavam a enfatizar o campo da recepção como instância de atualização da crítica social e como questão que vem se impondo na formulação de políticas de comunicação na contemporaneidade.



Palavras-chave: relações públicas, América Latina, crítica social, dialogismo.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal