1; Raíza Ribeiro de Souza



Baixar 31,51 Kb.
Página4/6
Encontro11.10.2018
Tamanho31,51 Kb.
1   2   3   4   5   6
RESULTADOS

A UCE possui um perfil diferenciado pela predominância de pacientes que necessitam de cuidados prolongados ou cuidados paliativos, nos quais na maioria dos casos, esses cuidados terão continuidade no domicílio. Essa característica faz com que a presença dos familiares seja constante considerando a complexidade dos cuidados necessários, bem como a importância de estabelecer diálogo contínuo com a equipe. Assim, o grupo se constitui em espaço de diálogo e aprendizado, onde a equipe também pode identificar através da fala dos participantes, os fatores que vão impactar na transição entre a internação e a alta hospitalar.

Cabe pontuar que a transição entre a internação e alta hospitalar é um trabalho que exige diálogo constante com a família por parte de toda a equipe multiprofissional. Nesse momento, as famílias e os pacientes se preparam para uma nova realidade de cuidados, onde terão de fato que exercer seu protagonismo É uma atividade que deve ser planejada rigorosamente, visto as famílias deverão ser preparadas e capacitadas para estarem a frente dos cuidados de saúde nos casos dos pacientes dependentes, além disto, esse processo envolve necessariamente o apoio da atenção primária do município de origem, sendo esses dois pontos determinantes para que os cuidados em domicílio tenha sucesso.

Nesse contexto, a experiência na condução desses grupos permite afirmar que atendimento grupal é uma das técnicas mais eficaz para atingir os objetivos propostos visto que os encontros, as discussões e o próprio grupo proporcionam o combate ao isolamento social, a universalidade e o apoio necessário aos seus integrantes (VINOGRADOV; YALOM, 1992).

Através dos diálogos e das falas dos participantes, observa-se que os mesmos vivem muitas experiências significativas que podem mudar sua compreensão dos fatos da vida e ajudar no enfrentamento de problemas. Neste espaço, pode-se falar abertamente sobre as dificuldades vivenciadas, obtendo orientação imediata ou individualizada considerando a demanda apresentada. Muitos familiares e /ou cuidadores externalizam a importância desse apoio, relatando sentimentos de alívio e segurança. De maneira prática, os resultados do grupo também podem ser mensurados através do engajamento da família e/ou cuidador na proposta terapêutica da instituição.

Outro impacto positivo na realização do grupo pode ser observado pela redução de situações de conflito, principalmente com a equipe de cuidados, uma vez que o grupo também é um espaço em que se possibilita a oferta de informações, permitindo a clarificação e a solução de dificuldades relacionadas à organização da rotina hospitalar, situações, melhorando também a comunicação. Também, se busca na medida do possível, organizar a família para que ela possa dar suporte social e emocional ao doente, preparando os mesmos para a continuidade desses cuidados em domicílio.




: eventos -> seminariosaudecoletiva -> anais -> trabalhos completos
trabalhos completos -> Psicologia no caps: as atividades vivenciadas em estágio relato de experiência
trabalhos completos -> A importância da atuaçÃo da fisioterapia dentro do núcleo de apoio à saúde da família. Ana Karine C. B. de Paula Gomes¹
trabalhos completos -> Aquele vírus” e o “CÃO”: entrecruzando saberes, práticas e demandas, das pessoas que vivem com hiv/aids e usam crack, para as redes de atençÃO À saúDE
trabalhos completos -> Adesão da terapêutica na obesidade em uma unidade primária de atençÃO À saúDE, fortaleza – ceará
trabalhos completos -> Eixo Temático 3 Formação para o trabalho em redes: desafio e perspectivas
trabalhos completos -> Tecnologias leves no contexto do acolhimento de usuários do sus: experiência das equipes de apoio à estratégia saúde da família
trabalhos completos -> E secundária
trabalhos completos -> O programa de alergia à proteína do leite de vaca configurando uma rede de atençÃO À saúde em fortaleza, ceará
trabalhos completos -> FacilitaçÃo de grupos de promoçÃo da saúde na estratégia saúde da família: refletir e construir o cuidar


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal