1. Ortónimo «Pessoa como Pessoa»


Fase 2: Futurista/Sensacionista



Baixar 70,26 Kb.
Página9/10
Encontro03.12.2019
Tamanho70,26 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10
Fase 2: Futurista/Sensacionista

- Dá-se a explosão das emoções.

Neste momento, Álvaro de Campos é apologista do progresso, observa o desenvolvimento da civilização e regozija-se por isso.

 

- Modernismo: acaba-se a concepção aristotélica da poesia:



         - Não há rima.

         - Não há escansão métrica.

         - Não há temas tradicionais de poesia (mulher, amor e saudade).

 

- Anti-estética: Os conceitos de beleza tradicional são substituídos pela beleza da máquina e do progresso.



 

- Sensacionismo: Campos é um sensacionista, isto é, atribui grande ênfase às sensações – ponto de contacto com Caeiro. No entanto, ambos têm concepções de sensacionismo muito diferentes. Álvaro de Campos quer que todos os sentidos estejam alerta, no seu máximo, ao mesmo tempo, a todo o momento. É o uso bruto das sensações, selvagem: ‘ Eu quero sentir tudo, de todas as maneiras, em mim’, ‘Tenho febre e escrevo’, ‘Rangendo os dentes’. Este sensacionismo compara-se ao movimento de unanimismo que se formou na mesma altura. Quer-se totalizar todas as possibilidades sensoriais e afectivas da humanidade, em todo o espaço, tempo ou circunstâncias, num mesmo processo psíquico individual.

 

- Obsessão pelo desenvolvimento:



         - Extrema adulação ao progresso e ao mundo mecânico.

         - Conta o triunfo da máquina, do desenvolvimento da civilização.

         - Delira com os ruídos das fábricas, os cheiros nauseabundos, as cores sujas das fábricas. Tudo se torna belo, ideal, fantástico.

 

 - Perfeição: ‘Ah, não ser eu toda a gente e toda a parte’



Reflecte-se o desejo do sujeito lírico em ser perfeito, omnipotente, omnipresente. Quer ser Deus, absorver tudo, poder tudo. Vê a máquina como perfeita. Se ele quer alcançar a perfeição, quer ser uma máquina. Seria perfeito, automático, autónoma, infalível.

MAS não é possível, por isso há uma ponta de insatisfação, desilusão, frustração. Este tédio dá origem à 3ª fase de Campos.

 

 - Estilo e linguagem:



. Uso de interjeições e invocações

. Uso de onomatopeias

. Frisam o estado de êxtase em que ele se encontra - Uso de sinestesias

 




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal